menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Turismo > Igrejas

Igrejas





Igrejas de Bento Gonçalves






Igreja Santo Antônio

 

A construção do Santuário de Santo Antônio iniciou no ano de 1890, sendo concluída em 1894. A atual igreja é a terceira. Passou por diversas reformas até chegar ao seu estágio atual. Uma delas em 1923. Em 1933 foi construída a torre do Santuário, medindo 40 metros de altura. No interior do campanário há pinturas murais que retratam a vida do santo. 

 

O estilo arquitetônico é romano, o altar de mármore Carrara, as estátuas de Cristo e de Santo Antônio são de madeira maciça esculpida e os sinos foram trazidos de Bassano-Itália. Em seu interior, nas paredes, há pinturas retratando os milagres de Santo Antônio, que adornam também o teto do Santuário.

 

Em 2003 o santuário de Santo Antônio foi tombado como Patrimônio Histórico Municipal. Em seu restauro, iniciado em 2007, várias pinturas foram recuperadas.

 

A tradicional Festa  de Santo Antônio em honra ao Padroeiro da cidade  é realizada todos os anos no dia 13 de junho, desde 1878. 

 

 

Localização: Rua Marechal Deodoro da Fonseca - Centro

 

Visitação: diariamente das 7h às 18h30

 

Informações: (54) 3452-1634

 

 




Igreja Matriz Cristo Rei




Edificada em estilo gótico moderno, a Igreja Cristo Rei foi inaugurada em 14 de novembro de 1954.  Teve suas obras iniciadas em 1949, e coordenadas pelo padre Rui Lorenzi. Apesar de levar cinco anos para ser construída, a inauguração foi feita mesmo sem a igreja estar concluída. As torres foram concluídas em 1978.

Seu interior possui um vão de 40 metros de altura e 3 altares. As janelas são vitrais com ornamentos de brocados.

Na década de 1960 idealizou-se a 1ª Exposição de Uvas no Salão Paroquial, semente para a futura Fenavinho.

 

Localização: bairro Cidade Alta - Praça Padre Rui Lorenzi

Visitação mediante agendamento prévio: (54) 3452-1093 / 3454-5109

 

 


 

Igreja São Bento

 

Inaugurada em 24 de julho de 1984, a igreja em forma de pipa totalmente constuída em concreto, é uma homenagem à cidade de Bento e sua vocação vitivinícola. A decoração interna, além de motivos sacros, utiliza elementos temáticos da uva e do vinho. São Bento é o 'protetor dos vinhateiros'. 

 

A igreja tem 13,5m de altura e 22,5m de diâmetro é formada por 64 colunas de concreto, é uma homenagem aos imigrantes italianos que colonizaram a região, tornando-se um marco permanente da sua principal atividade: a vitivinicultura.  O altar e as portas da Igreja são de madeira. As quatro portas representam um barril e os bancos trazem gravada a simbologia da uva. Dezenas de vitrais coloridos embelezam a igreja, que tem a forma de pipa (barril de vinho). Pode abrigar até mil pessoas.

 

Localização: bairro São Bento - Praça Achyles Mincarone

 

Visitação: Segunda a sábado das 8h às 11h e das 14h às 18h / Domingos das 14h às 18h

 

Informações: (54) 3452 1093 /3454 5109

 

 



 

Igreja São Roque 

 

A igreja são roque foi inaugurada 20 de maio de 1962.  Na fachada tem um grande mosaico de setenta metros quadrados, com a imagem da Santa Ceia, e ao lado da igreja há uma torre com 35 m de altura com quatro sinos.


Localização: Bairro São Roque

 





Capela Nossa Senhora das Neves




A  igreja foi construída com vinho no início do século passado. Quando teve início a construção da Capela, uma grande estiagem assolou a região e a água disponível ficava muito distante do local. Usava-se barro amassado com os pés nas construções e não cimento, então utilizou-se o vinho disponível para a argamassa, já que a colheita estava próxima e o vinho existente seria substituído pelo vinho novo. O vinho foi adicionado à palha de trigo formando a liga empregada para unir os tijolos. 

Localização: Vale dos Vinhedos - Linha 6 da Leopoldina





 
Capela das Almas





Inaugurada em 1927 na sua atual configuração, a capela das almas é uma das mais belas capelas do interior de Bento Gonçalves. É considerada a primeira igreja do Vale dos  Vinhedos. 

O nome da capela se deve a um quadro trazido da itália e colocado no interior da primeira versão da capela, construida no século XIX, e cuja pintura retratava as 'Almas do Purgatório'.

 

Localização: Vale dos Vinhedos