menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Secretaria alerta para os cuidados com a saúde do Homem
08/11/2018 15:15 atualizada em 08/11/2018 17:02

A Secretaria Municipal de Saúde promove ações voltadas à saúde do homem desde 2014 e vem inovando a cada ano. Há dois anos, as unidades realizam o Pré Natal do Parceiro, atingindo uma cobertura de 45% até agosto de 2018.

 

Para o próximo ano, as ações em saúde do homem serão estendidas nas escolas onde o Programa Saúde do Escolar também já acompanha esta população. Serão abordados assuntos relacionados a IST's, Câncer de Pênis, Testículos e Pulmão, fimose, tabagismo, mononucleose, dentre outros assuntos relevantes aos meninos adolescentes. As ações nas Unidades de Saúde são constantes, mas durante o mês de novembro, as equipes enfatizam o atendimento á população masculina.

 

Conforme a coordenadora do Programa Saúde do Homem, enfermeira Cristiane Wottrich, "o Novembro Azul é o mês alusivo a prevenção do Câncer de Próstata, mas é importante lembrar que o homem deve ser visto de forma integral, que além da próstata, ele tem todo um organismo que merece o cuidado em saúde", enfatiza.

 

A Política Nacional da Atenção Integral a Saúde do Homem (PNAISH) enfatiza a necessidade de mudanças de paradigmas no que concerne à percepção da população masculina em relação ao cuidado com a sua saúde e a saúde de sua família.

 

É considerado essencial que, além dos aspectos educacionais, entre outras ações, os serviços públicos de saúde sejam organizados de modo a acolher e fazer com que o homem sinta-se parte integrante deles.

 

Em Bento Gonçalves 49% da população é formada por homens. De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica de 2017, as causas de mortalidade na população masculina em Bento Gonçalves estão relacionados a cinco grupos principais, que são: em primeiro lugar neoplasias (28%), em segundo lugar, estão as doenças do aparelho circulatório (19,5%), em terceiro, causas externas (19,2%) em quarto, as doenças do aparelho respiratório (11,9%) e, finalmente, em quinto lugar, as doenças do aparelho digestivo (6,7%), totalizando 52,27% de óbitos no município, ou seja, 342 óbitos masculinos.

 

Assessoria de Comunicação Social