menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Ordem de serviço mais uma etapa de restauro do Museu será autorizada na sexta
02/09/2015 08:45 atualizada em 02/09/2015 09:08

O prefeito Guilherme Pasin assina nesta sexta-feira (04), a ordem de serviço para o inicio dos trabalhos de mais uma etapa das obras de restauração do Museu do Imigrante de Bento Gonçalves.  Agora serão executados os serviços de remoção de alvenarias, do reboco interno e externo degradado, tratamento do revestimento interno remanescente, remoção de pisos e azulejaria, da tubulação hidráulica, desmontagem, limpeza e imunização dos assoalhos de madeira, dos vigamentos estruturais e dos forros de madeira, além da pintura e recomposição dos acabamentos do prédio e outras intervenções restaurativas.

 

As obras devem iniciar já na próxima semana e nela serão investidos R$ 566.269,17, cujos recursos foram captados junto a empresas e pessoas físicas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), baseada no princípio de Renúncia Fiscal, ou seja, uma porcentagem do Imposto de Renda que iria para o Poder Público vai para um determinado setor que a sociedade decidir, e neste caso para o Museu do Imigrante.

A primeira etapa, que previa a recuperação das esquadrias de madeira (aberturas e janelas) está prestes a ser terminada. No último dia 31 de julho as últimas peças foram retiradas e já se encontram em processo de restauração pela empresa responsável.

As obras que se iniciam agora serão executadas pela empresa Expressão Engenharia e Construções Ltda, vencedora do processo licitatório. Quando concluída o Museu será reaberto para visitação pública. Uma última etapa do processo de recuperação de um dos principais pontos turísticos e culturais do município será executada, já com o Museu aberto, compreendendo a instalação de um elevador panorâmico e a implantação do sistema de informatização que irá disponibilizar informações sobre acervos, pesquisas e programações do museu.

 

Histórico

Tombado como patrimônio histórico do município em 2005, a edificação onde está o Museu do Imigrante foi construída em 1913, para ser estação de sericicultura. Serviu de escola agrícola e zootécnica. Tornou-se hotel, escritório, armazém e residência. O Museu está fechado desde agosto de 2010. Em 2008 a restauração do prédio foi aprovada pelo Ministério da Cultura (Lei Rouanet) conforme Processo nº 01413.000020/08-57 – Pronac nº 08.0449 – Lei Federal de Incentivo à Cultura. A autorização permite a captação de pouco mais de R$ 1 milhão baseada no princípio de Renúncia Fiscal. No entanto, no período entre 2009 e 2012 somente R$ 30 mil foram arrecadados.


Em 2013, o governo municipal deu novo impulso ao projeto e intensificou as ações junto a empresas e pessoas físicas no município. A união de esforços resultou na quantia de R$ 275.584,00 doadas num período de 60 dias, o que foi suficiente para a liberação dos valores por parte do governo federal para início das obras.


Em 2014, após, concluído o processo licitatório e a adequação das planilhas orçamentárias, a primeira etapa das obras se iniciaram com a retirada e a recuperação das aberturas de madeira. O serviço está sendo executado pela empresa Cavalett Esquadrias, localizada nos Caminhos de Pedra, que está finalizando o restauro no último lote de janelas.

 

Lei permite doação de recursos 

Até agora, foram captados cerca de R$ 750 mil. A campanha para doação de recursos ao restauro do Museu do Imigrante continuam. A Lei Rouanet permite que empresas e pessoas apóiem projetos aprovados pelo Ministério da Cultura com isenção fiscal de 100% do valor oferecido quando enquadrados no artigo 18 da referida lei. Pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real podem utilizar 4% do IR. Pessoas físicas podem utilizar 6% do IR. Quem desejar saber como é o procedimento ou conhecer o projeto pode entrar em contato com a Fundação Casa das Artes pelo telefone (54) 3454 5253 e solicitar pela equipe responsável na captação de recursos do restauro do Museu.


Foto: José Estefanon
Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura