menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Comunidade Terapêutica completa oito anos de atuação
19/03/2019 17:16

A emoção e o sentimento de gratidão tomaram conta da comemoração do aniversário de oito anos da Comunidade Terapêutica de Bento Gonçalves, que ocorreu na manhã desta terça-feira, 19. O local destinado ao tratamento de alcoolismo e drogadição, já atendeu cerca de 540 pessoas até o momento.


A cerimônia, que contou com a participação dos familiares dos internos, foi aberta pelo coordenador administrativo da Comunidade, Leonir Vivan, que, emocionado, explicou o funcionamento da Comunidade. "Aqui somos uma família. Todos os doze monitores que trabalham aqui, já passaram pelo atendimento e hoje ajudam os dependentes que chegam. Gosto sempre de dizer que a Comunidade não tem uma religião, e ao mesmo tempo tem todas. Trabalhamos o tripé "espiritualidade, disciplina e trabalho", destacou.

 

Ainda de acordo com Vivan "na casa de acolhimento, os pacientes participam de todas as atividades cotidianas, como limpeza, organização, alimentação e cuidando dos animais. Aqui criamos um clima familiar. Temos tarefas, e eles participam de todas. Realizamos o acompanhamento antes, durante e depois".

 

Localizada no Passo Velho, a Comunidade Terapêutica do município é a única no Brasil com atendimento totalmente custeado pela municipalidade. Os trabalhos são coordenados pelo Centro de Apoio Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), que realiza a triagem inicial e encaminha para tratamento.

 

A coordenadora do CAPS-AD e psicóloga, Juliana Carvalho, explicou o processo de inserção na Comunidade Terapêutica, que ocorre de forma voluntária, e destacou o trabalho de apoio aos pacientes realizado pela rede de saúde pública. "Todos que buscam o auxílio passam por um período de avaliação no CAPS, onde recebem atendimento de psicólogos, assistentes sociais e enfermeiras. Depois desse processo inicial e da definição do melhor tratamento, o dependente pode escolher se quer ser inserido na Comunidade", explanou a coordenadora.

 

Atualmente, 17 pacientes estão em tratamento. Os internos recebem durante cerca de seis meses auxilio psicológico, psiquiátrico, enfermagem, clínico, medicações, participam de grupos de autoestima, além da colaboração de entidades. "Hoje eles representam uma parcela de um grande número de pessoas que já estiveram aqui e que hoje estão seguindo suas trajetórias conforme suas expectativas. Nós acreditamos que existem aqui, seres humanos que tem uma história, e que merecem uma segunda chance", salientou o coordenador de Saúde Mental, psicólogo Maurice Bouwary.

 

Para o secretário de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira "a importância da Comunidade Terapêutica é enorme. Ela é essencial para os pacientes, para as famílias, para a comunidade e para a sociedade em si. Agradecemos todo o comprometimento da rede envolvida, da equipe e dos funcionários, que transformam a vida daqueles que passam por aqui, e acreditam na ressocialização do cidadão".    

 

A sede conta com horta, horto florestal, onde são cultivadas árvores nativas e flores, que logo estarão embelezando os canteiros no município, além de aparelhos de musculação, quadra de vôlei e campo de Futebol 7. Além disso, dentre as atividades, os internos realizam a produção de casinhas para cachorros, que integra o Projeto Posse Responsável, em conjunto com o Gabinete da Primeira-Dama.

 

A cerimônia contou com a presença da primeira-dama, Chyntia Pasin, presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Pasqualotto, vereadores Sidinei da Silva e Edson Biasi, secretários de Esportes e Assistência Social, Eduardo Virissimo, de Desenvolvimento da Agricultura, Dorval Brandelli, de Finanças, Mariana Largura, diretor de gabinete e secretário interino Meio Ambiente, Carlos Quadros, adjunto de Habitação e Assistência Social, Wagner Dalle, e demais autoridades. 

 

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Foto: Laura Kirchhof 

 

BANCO DE IMAGENS