menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Ágora do Saber já está disponível para o público
14/11/2017 16:54 atualizada em 14/11/2017 16:57

Família, trabalho e fé. Essas, por assim dizer, são as palavras que resumem (bem sinteticamente) o game Ágora do Saber. Lançado na tarde desta terça-feira, na Praça Achylles Mincarone, o jogo promove uma fusão entre história e mundo virtual, onde o jogador realiza missões dentro do contexto que formou o município de Bento Gonçalves, ampliando o diálogo entre patrimônio histórico material e imaterial. O jogo, que é livre para todos os públicos, faz uso de tecnologias de realidade aumentada, geolocalização e projeção de imagens e personagens 3D

 

Ágora do Saber foi desenvolvido pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISINOS, vinculado ao Grupo de Pesquisa Educação Digital – GPe-dU  UNISINOS/CNPq, e pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Bento Gonçalves (IFRS - Campus Bento), sendo contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura (Edital 01/2016), da Secretaria da Cultura.

 

O aplicativo pode ser acessado, gratuitamente, pela Play Store ou Apple Store, conforme o sistema operacional de seu dispositivo móvel. Procure o aplicativo Ágora do Saber, não esquecendo o acento para encontrar o aplicativo. Com a página do jogo aberta, apertar no botão de instalar e o jogo vai ser baixado e instalado automaticamente.

 

Sinopse do game

 

As mecânicas e dinâmicas criadas para o game, que é jogado na cidade, tem início com uma narrativa onde o jogador tem a missão de fortalecer a Velha Parreira (uma planta fictícia que foi plantada na praça Achylles Mincarone, e que trouxe prosperidade para toda a cidade).

 

Para isso o jogador precisa percorrer o ambiente físico urbano, em busca das três essências  (personagens em 3D) que representam a herança cultural de Bento Gonçalves, sendo elas: a Fé (representada por uma chama branca), o Trabalho (representada por uma imigrante italiana) e a Comunidade (representado por um quadro de família).

 

Estas essências, durante o decorrer do jogo, irão compartilhar com o jogador informações a respeito da herança cultural da imigração italiana na cidade, e conceder ao jogador três itens colecionáveis, que representam o fruto delas, sendo o Vinho, o fruto do trabalho; a bíblia, o fruto da fé e; o pão, o fruto da comunidade. Durante a missão final, o jogador deverá interagir com um último personagem, a quem ele irá entregar todos os itens colecionáveis encontrados ao longo do game.  Para concluir esta missão ele deverá consultar a Biblioteca Viva em busca de pistas (informações).

 

A narrativa do game é contada tanto de forma oral (dublagem dos personagens), quanto de forma escrita, permitindo que pessoas com deficiências auditivas possam utilizá-lo. Na tela inicial do game, é tocada uma música que é composta por trechos de diversas músicas tradicionais da cultura italiana, intercalada com sons oriundos de elementos da colonização italiana, como o som de um trem e o de um navio. Ao concluir cada missão o jogador recebe um item, que é a representação do fruto da essência ao qual estava ligada aquela missão; a aquisição dos itens referem o seu progresso no jogo, pois seu principal objetivo é recuperar as três essências.

 

As missões são dispostas no mapa do jogador, e o game confere a ele a liberdade de escolher qual será a ordem que ele irá executá-las; no entanto, é necessário concluir todas as três missões iniciais para que seja possível acessar a quarta missão, que é onde o game se encerra. Desta forma, a exposição de um objetivo maior impulsiona o jogador a concluir todas as missões.

 

Assessoria de Comunicação Social

BANCO DE IMAGENS