menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Aberta capacitação com foco na violência contra crianças e adolescentes
11/02/2019 11:44 atualizada em 11/02/2019 11:48

Na manhã desta segunda-feira, 11, ocorreu a abertura do ciclo de palestras da "Capacitação para o enfrentamento de todas as formas de violência contra Crianças e Adolescentes", no Bloco J do Campus Universitário da Região dos Vinhedos (Carvi), reunindo cerca de 100 profissionais da rede de educação do município.


O curso integra o projeto "Respeitar, proteger e garantir", e foi elaborado de forma conjunta pelas secretarias municipais de Educação, Habitação e Assistência Social e de Saúde, consistindo na instrumentalização de profissionais da rede de atenção à criança e adolescente para trabalhar na prevenção e identificação de situações de violência.


O secretário de Habitação e Assistência Social e Esportes, Eduardo Viríssimo, salientou a importância de promover essa qualificação aos profissionais que convivem com as crianças. "Esse projeto vem para garantir que cada um de nós possa aprender e criar resoluções para ajudar as crianças e as suas famílias a fugirem dessa realidade. Que esses dois dias de capacitação sejam de muita reflexão, mas além disso, que possamos sair daqui com mais ferramentas e atitudes para proteger o crescimento das crianças e adolescentes e assegurar seus direitos contra toda e qualquer violência", ressaltou.


Em seguida, o diretor acadêmico do Carvi, Fernando Ben, saudou os participantes e destacou a importância de debater o assunto. "Este é um tema delicado em toda a sociedade, pois a violência é um problema que permeia em todos os ambientes. Discutir técnicas e maneiras de coibir a violência em todas as suas formas é fundamental", pontuou.


O presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Pasqualotto, parabenizou a iniciativa e explanou sobre o panorama da temática na sociedade. "Nada mais importante do que promover palestras e cursos que nem esse. Parabéns a todos os presentes, pois no meio disso tudo, temos uma criança vulnerável, incapaz e ingênua, que necessita ter a sua dignidade garantida", enfatizou.


Em seu pronunciamento, o promotor de Infância e Juventude, Élcio Resmini Meneses, evidenciou a relevância da educação como uma forma de proteção das crianças e adolescentes. "Não precisamos criar nada além do que já existe, precisamos botar em prática aquilo que no dia-a-dia estamos acostumados a ver nas nossas tarefas, que é a necessidade de intervenção de um adulto ajudando outro adulto a preparar o caminho das nossas crianças", disse.


O prefeito Guilherme Pasin enfatizou a importância da atenção dos profissionais que formam as crianças e adolescentes a qualquer sinal de violência. "Esse assunto é mais do que importante. É sentir sinais e sintomas da violência contra nossas crianças, e é justamente por isso que nós reiteramos essa prática de estarmos redobrando nossos esforços e aguçando nossos sentimentos, para identificarmos de forma precoce um trauma que ainda não se consolidou. Precisamos entender e o objeto deste encontro é que tenhamos a sensibilidade e um caráter científico de sentir o que é agressão e o que não é. É justamente por isso que vocês são agentes públicos, que não apenas exercem suas funções, mas servem a sociedade como um todo, que garantem a vida em sociedade", destacou.


A capacitação é dividida em duas turmas, sendo a primeira voltada para profissionais da rede de educação do município, e a segunda tendo como público alvo profissionais das áreas da saúde e da assistência social, com data do encontro a ser definida.


A professora Isai De Leon Fernandez, graduada em Psicologia pela Universidade Granada da Espanha, com especialização em Educação Especial, Deficiência Mental e Inclusão Escolar pela Universidade de Caxias do Sul, mestrado em Educação pela Universidade de Caxias do Sul em andamento, Isai De Leon Fernandez, abriu as palestras do evento. Dentre os assuntos que serão abordados estão a contextualização histórica da violência contra crianças e adolescentes, formas e expressões de violência, vínculos afetivos e prevenção à violência, relações familiares e rede de proteção social, círculos restaurativos e cultura da paz.

 

Também estiverem presentes, a secretária de Educação, Iraci Luchese Vasques, o secretário-adjunto de Habitação e Assistência Social, Wagner Dalla Valle, o conselheiro tutelar, Paulo Ricardo, o coordenador das Vigilâncias de Bento Gonçalves, Rafael Vieira, e o representante da 5ª CRE, João Gauer Júnior.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

Fotos: Laura Kirchhof

BANCO DE IMAGENS