menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

cidadão > Segurança Pública > Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas

Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas

 
 
 
 
3º BPAT - BATALHÃO DE POLICIAMENTO
DE ÁREAS TURÍSTICAS



 

3º Batalhão de Policiamento das Áreas Turisticas
Rua Teotônio Vilela, 262 - Bairro Cohab II
Bento Gonçalves – RS
(54) 3449-1000 |  3449-1001
3bpat-p1@brigadamilitar.rs.gov.br
Telefone de emergência: 190



Objetivo:

O 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas - 3º BPAT tem como principal enfoque agregar às atividades já desenvolvidas um policiamento especializado, qualificado, equipado e capaz de atender também às necessidades do segmento turístico. O 3º BPAT, criado em 2006, tem sede em Bento Gonçalves, e abrange 26 municípios da serra gaúcha.



 

 

Municípios pertencentes ao 3º BPAT:

 

André da Rocha Bento Gonçalves Boa Vista do Sul
Carlos Barbosa Coronel Pilar Cotiporã
Dois Lajeados Fagundes Varela Garibaldi
Guabijú Guaporé Montauri
Monte Belo do Sul Nova Araçá Nova Bassano
Nova Prata Parai Protásio Alves
Santa Tereza São Jorge São Valentim do Sul
Serafina Corrêa União da Serra Veranópolis
Vila Flores Vista Alegre do Prata  



 

 

 

 

Símbolo:

 

 

O 3º BPAT tem como símbolo um brasão onde aparecem a Pipa Pórtico - símbolo da cidade de Bento Gonçalves, o grifo - uma figura fantástica metade leão metade águia que representa a força, a rapidez e vigilância, e as pistolas Clarck cruzadas, que simbolizam as polícias militares do Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

Patrono:

 

O patrono do batalhão é o italiano Giuseppe Maria Garibaldi, o “herói de dois mundos”, que marcou a história do Rio Grande do Sul e que juntamente com outros heróis farroupilhas lutaram pelos ideais Republicanos.

O nome foi escolhido durante o Comando do Tenente Coronel Edison Estivalete Bilhava e Major Daniel Ramatis dos Santos, que no seu primeiro dia de Comando lançou a idéia à sociedade bentogonçalvense e aos integrantes do batalhão para que escolhessem um nome que guardasse identidade com a história da Brigada Militar e se identificasse com a formação étnica da região.

No dia 14 de maio de 2004, em uma reunião após a análise de vários nomes, foi escolhido o nome de Giuseppe Maria Garibaldi, pela sua força, pujança, heroísmo e sua defesa aos princípios de Liberdade, Igualdade e Humanidade.

A Brigada Militar é considerada por historiadores herdeira farrapa, pois após a paz de Ponche Verde, teve incluído em seus efetivos, por disposição do pacificador Duque de Caxias, aqueles bravos heróis rio-grandenses que desejassem integrar as fileiras do Corpo Policial da Província (Brigada Militar).

A Brigada Militar possui um Regimento de Polícia Montada que leva o nome de Regimento Bento Gonçalves. Tanto o General Bento Gonçalves quanto Giuseppe Maria Garibaldi são figuras ilustres da história do Rio Grande do Sul.



 

 

 

DICAS DE SEGURANÇA

 

Na residência:

- Fique atento quando chegar ou sair de casa. Essas são as ocasiões mais propícias para roubos e seqüestros. Se desconfiar, aguarde, dê uma volta no quarteirão e chame a Brigada Militar pelo telefone 190.
- Ao sair, certifique-se de que as portas e janelas voltadas para áreas externas estão trancadas, inclusive a garagem.
- Procure conhecer seus vizinhos - onde trabalham, telefones, hábitos, horários de saída e chegada.
- Instale grade nas janelas, olho mágico e trancas nas portas.
- As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização.

 

No trânsito:

- Use aparelhos de toca-fitas, CD e rádios de gaveta. Muitos ladrões estouram o vidro do carro ou o painel para levar os aparelhos.
- Não deixe o carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada. Procure deixá-lo próximo a locais vigiados durante todo o dia e noite.
- Evite ficar sozinho em pontos de ônibus isolados, especialmente à noite.
- Ao sair do carro leve com você embrulhos, bolsas, pacotes e roupas, assim como documentos do carro.
- Evite namorar ou ficar conversando dentro do carro à noite.
- Acostume-se a trancar as portas e não deixar as janelas abertas.

 

Em vias públicas:

- Bolsas devem ser conduzidas na frente do corpo, com as alças firmemente seguradas. 
- Não use carteira nos bolsos de trás. 
- Não transite a pé ou em transporte coletivo portando somas elevadas, jóias ou outros valores. Se você achar que está sendo seguido, atravesse a rua ou entre em algum estabelecimento.
- Tenha cuidado com o número de sua senha bancária. Referências óbvias, como a data de nascimento devem ser evitadas.
- Carregue seu celular da maneira mais discreta possível.
- Não ande com todos os seus documentos ou todos os seus cartões de crédito se não houver extrema necessidade.

 

Com crianças:

- Não permita que as crianças soltem rojões ou balões.
- Oriente-as para andar em grupo no trajeto da escola ou em caminhadas e passeios. Não permita que elas andem sozinhas.
- Lembre-as para não aceitarem presentes ou convites de estranhos.
- Conquiste a confiança de seus filhos. Esclareça sobre os riscos de usar drogas, mas prefira que eles peçam um cigarro a você do que a amigos.
- Use dispositivo que isole tomadas de energia, impedindo que as crianças levem choque.

 

Assaltos ou seqüestros:

- Procure manter a calma diante de uma arma, mesmo que isso pareça difícil. O bandido está sempre mais nervoso do que a vítima, mas, em geral, não tem a intenção de matar.
- Não faça movimentos bruscos e procure alertar o assaltante dos gestos que pretende realizar, como pegar uma carteira, por exemplo.
- Tenha consciência de que há possibilidade de existir outra pessoa dando cobertura ao crime.

 

Seqüestro Relâmpago:

- Não reaja em nenhuma circunstância.
- Procure obedecer a todas as exigências do delinqüente.
- Tente observar suas características físicas, cicatrizes e marcas.
- Peça auxílio à polícia assim que for libertado.
- Em caso de abordagem policial durante o seqüestro, não realize ações precipitadas, afoitas ou ofensivas, mantenha a calma, proteja-se, mantenha as mãos visíveis.
- Assim que for possível, indique sua condição de vítima ao policial.
- Não permita ser confundido com o delinqüente.

 

Furto de Veículos:

- Entre em contato o mais rápido possível com as centrais de polícia (190). 
- Informe o maior número possível de dados sobre o veículo (placa, cor, modelo, ano, etc.). 
- Encaminhe-se à uma guarnição da Brigada Militar ou à uma delegacia para o devido registro da ocorrência. 
- Os proprietários de veículos segurados devem comunicar-se de imediato com sua empresa seguradora. Também deverá ser comunicado se outra pessoa possui cópia das chaves do veículo ou costuma sair com o mesmo.
- Em caso do veículo ter sido furtado em estacionamento de aluguel, shopping ou assemelhados, lembre de guardar ou manter consigo o ticket do estacionamento.

 

Pessoas desaparecidas:

- Antes do registrar o desaparecimento você deve manter contato com parentes, amigos, namorados, vizinhos.
- Tente rastrear os últimos passos da pessoa desaparecida.
- Tente identificar as roupas usadas em seu último aparecimento, levando em consideração itens como cores.
- Se você possui familiares que residam em outras localidades, tente entrar em contato com os mesmos, pois muitos desaparecidos costumam se refugiar em casas de amigos ou parentes que moram em outras localidades.
- Converse com as últimas pessoas que tiveram contato com o desaparecido para avaliar a sua situação psicológica e emocional (estado de espírito) tentando obter uma possível indicação do motivo e/ou destino do mesmo.
- Ao registrar a ocorrência, se possível, leve uma foto recente do desaparecido, de maneira a permitir melhor identificação das características físicas da pessoa.

 

Pessoas desaparecidas:

- Antes do registrar o desaparecimento você deve manter contato com parentes, amigos, namorados, vizinhos.
- Tente rastrear os últimos passos da pessoa desaparecida.
- Tente identificar as roupas usadas em seu último aparecimento, levando em consideração itens como cores.
- Se você possui familiares que residam em outras localidades, tente entrar em contato com os mesmos, pois muitos desaparecidos costumam se refugiar em casas de amigos ou parentes que moram em outras localidades.
- Converse com as últimas pessoas que tiveram contato com o desaparecido para avaliar a sua situação psicológica e emocional (estado de espírito) tentando obter uma possível indicação do motivo e/ou destino do mesmo.
- Ao registrar a ocorrência, se possível, leve uma foto recente do desaparecido, de maneira a permitir melhor identificação das características físicas da pessoa.
- Entre em contato com os Hospitais, Departamento Médico Legal (DML) para saber se o desaparecido não sofreu algum acidente ou foi vítima de violência.
- Em caso de o desaparecido ser criança tente identificar as roupas, se fala, se sabe indicar onde mora, se sabe escrever / telefonar ou se costuma ir à casa de amigos sem avisar.
- Em caso de pessoas com debilidade mental tente informar quantas vezes já desapareceu, onde foi encontrada, se estava recolhido a algum hospital ou casa de tratamento.
- Quando da localização da pessoa desaparecida, o comunicante do desaparecimento deverá retornar ao local de comunicação do desaparecimento, a fim de dar ciência às autoridades policiais, que providenciarão a baixa junto ao sistema informatizado.

 

Perda de documentos:

- Imediatamente entre em contato com seu banco e operadora de cartão de crédito.
- Logo após, encaminhe-se a uma Delegacia de Polícia para registrar a ocorrência, ou a própria Brigada Militar.
- As informações devem ser as mais completas possíveis; considere que a falta de informações poderá prejudicá-lo.
(link para seção específica do site)

 

Eventos desportivos - no trajeto:

- Utilize transportes coletivos para ir e voltar do estádio.
- Evite ir de carro para não ter aborrecimentos.
- Nunca dirija palavrões às pessoas que estão nas calçadas.
- Se você for de carro, tome cuidado na hora de estacioná-lo.
- Tranque bem as portas, ligue o alarme e leve os documentos.
- Evite congestionamento.
- Lembre-se que vale a pena aguardar o escoamento de veículos ou utilizar vias secundárias.

 

Eventos desportivos - no estádio:

- Compre ingresso antecipadamente, evite filas e correrias de última hora.
- Não compre ingressos mais baratos, geralmente são falsificados.
- Tome cuidado: hostilidades, provocações e violência ao torcedor do clube adversário, ao árbitro e jogadores podem resultar em responsabilização criminal.
- Se você estiver levando crianças, é muito importante identificá-las com nome, endereço e telefone, de maneira bem visível. Em caso de extravio, procure imediatamente um Policial Militar.
- Nunca jogue qualquer tipo de objeto nas arquibancadas ou dentro do campo.
- Lembre-se que você não poderá entrar no estádio com garrafas, latas, mastros de metal ou madeiras, papel picado e fogos de artifício. 
- No final da partida, procure sair com calma, evitando pânico ou correria.
- Retorne pelas ruas determinadas para sua torcida.

 

Prédios e condomínios:

- Ao atender estranhos mantenha o portão fechado.
- Em caso de entregas de encomendas o condômino deve comparecer à portaria e evitar o acesso do entregador às residências.
- Nos horários de limpeza e recolhimento de lixo, manter as entradas dos edifícios fechadas.
- Ao receber prestadores de serviços, identifique-os.
- Ao abrir o portão da garagem, identificar o motorista e verificar se não há suspeitos próximos. 
- Ao contratar funcionários exija documentos e referências, certifique-se quanto à autenticidade e veracidade das informações.
- Ao chegar ou sair da garagem, observar se não há pessoas estranhas ou suspeitas; se tiver, aguarde ou informe a Brigada Militar.
- As entradas do edifício devem ser iluminadas. Os equipamentos de segurança (portas, portões, porteiros eletrônicos, extintores e outros) devem estar em perfeitas condições de uso.
- Elogie a ação dos funcionários que visem a segurança. 
- Desenvolva reuniões periódicas com os condominos.

 

Fonte: 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas.